Anabolizado vs Natural

Atualizado: 28 de Mar de 2020


É comum receber várias perguntas a respeito de um determinada metodologia se aplicar a um indivíduo natural também. Ou perguntas a respeito da prescrição de um treino ou de uma dieta ser adequada para um individuo que não toma anabolizantes. Vejo também sempre um descrédito ou desvalorização do trabalho de alguém que alcança um físico desenvolvido, seco e diferenciado,sendo à priori rotulado como jardado. A pessoa que critica afirma várias vezes que se tivesse acesso às mesmas coisas também estaria assim. E o pior é que quando alguém é arrastado para esse tipo de conversa, torna-se um desafio não baixar o nível. Conversar com alguém ignorante a respeito de um determinado assunto, pode ser bastante frustrante, assim que, a partir de agora, poderás mostrar-lhe este texto.






Após 12 anos como profissional na área, tendo passado eu próprio pelo percurso e tendo preparado mais de 200 atletas e mais de 10 000 pessoas (não atletas), tenho já uma boa base de estudo e de prática que me permite fazer afirmações com alguma precisão e assertividade. Então vamos a elas:


1


- Dos meus 5 anos de treino como indivíduo que não tomou qualquer anabolizante, para os outros 7 anos até à data corrente em que fiz uso de quimica, a nivel de treino, a nivel de dieta, a nivel de periodização, aquilo que mudou foi: NADA

A minha abordagem foi sempre a mesma, tendo em conta claro que fui melhorando determinados aspectos de treino e estratégias de nutrição que com tentativa e erro me deixaram mais perspicaz a respeito do que funciona ou não. Mas em termos de estratégia de pensamento e dos princípios que estão subjacentes a esta actividade, tudo se manteve e assim se manterá.


2


- Há indivíduos que de forma natural irão conseguir ganhar mais massa muscular que um individuo que tome tudo e mais alguma coisa. Tenho vários exemplos de genéticas brutais com quem tive e tenho o prazer de trabalhar, cujas pessoas pensam que tomam ou tomaram alguma coisa. E por mais que se diga que não, ninguém acredita. Possuem mais massa muscular que indivíduos que conheço cujo a utilização de química é algo habitual e que eu sei que jamais atingirão o mesmo nivel, seja por falta de empenho, seja por questões genéticas. È o que é.


3


"Indivíduos com quimica recuperam melhor." È verdade, a quimica é usada justamente com esse intuito, recuperar melhor, poder treinar mais e melhor. Mas nao se deixem enganar. Esse acréscimo de recuperação, de força é sempre relativo á capacidade de recuperação e de ganho de força que o indivíduo ja tem antes de tomar o que quer que seja. Dito isso, um indivíduo que tenha uma péssima recuperação, poderá melhorar através de quimica, mas isso nao lhe garante que terá mais recuperação outras pessoas que não tomem quimica. O mesmo se aplica à força e ao ganho de massa muscular.


4


A química vem apenas melhorar o que já é bom. Quem acha que a partir do momento que começa a ciclar se torna um super homem e que não precisa nem de fazer dieta, nem de treinar tão intenso, vai ser apanhado de surpresa quando perceber que tal nao corresponde à verdade. Tal embate com a realidade pode levar o indivíduo a aumentar a dose, como se essa fosse a solução. Acaba por sentir os efeitos secundários de forma mais evidenciada e resultados que é bom, está quieto. Surge então a questão, se calhar o que estou a tomar é falso, e procuram outras tantas marcas, outras tantas experiências, juntam hormona do crescimento e quando dão por ela ja se endividaram e resultados que é bom, está quieto.

Portanto aquele merdoso que achar que "com quimica também ele" muito provavelmente e com toda a certeza, é alguém muito frustrado, cujo a evolução de alguém o incomoda e como não percebe porque uns colhem os frutos e ele não, a forma mais fácil de se sentir bem é tendo esse tipo de discurso.


5


Ao ver um indivíduo super ripado, é automaticamente intitulado como alguém que usa anabolizantes. Quando estar seco depende única e exclusivamente da dieta. Usar quimica, poderá até dificultar o processo de secagem, pois poderá mexer com hormonas como o estrogénio que estimulam o ganho de gordura por exemplo. Não há quimica para secar, embora muito gente ache que sim. Quimica é igual a anabolismo, se estiverem constantemente num estado anabólico, a perda de gordura não acontece.


6


Cada pessoa é livre de escolher o seu caminho, acho que deve estar informada a respeito de tudo o que diz respeito ao uso, e após conhecer e pesar os prós e os contras na sua própria balança, é uma questão de decisão pessoal. Mas que fique claro que se neste momento não tiveste resultados satisfatórios fazendo as coisas de forma natural, é pouco provável que sintas grande diferença fazendo com química.


7


Não te limites ao que és capaz de conseguir de forma natural, nem julgues quem optar pelo outro caminho. Não te deixes influenciar pelo amigo que toma, ou pelo conhecido que te quer vender. Tens cabecinha para pensar, informa-te.



Conclusão.

A diferença que se deve ter em conta nunca é se a pessoa toma ou nao, a diferença no planeamento é com base na individualidade de cada um, genética, capacidade de recuperação, actividade profissional, biótipo, contexto social, etc. Há varios aspectos a ter em conta, mas são todos de cariz pessoal.